Buscar

Rádio: Mais conteúdo é o futuro.


Muitas rádios estão sofrendo por conta dos jovens que perderam o hábito de ouvir rádio em FM e AM. A imensa maioria de ouvintes é de amantes e apaixonados pelo meio. A imagem de um rádio na UTI pode mudar, utilizando as mídias sociais e outras tecnologias de comunicação para envolver o seu público mais jovem. As estações de rádio já utilizam as mídias sociais e vão utilizar ainda mais em relação às novas maneiras de enviar e receber informações. Tudo interativo em uma mão dupla de informações.

A mídia social é um sucesso para agregar alguns jovens ouvintes. Os jovens podem não sintonizar o rádio que conhecemos regularmente, mas se alguém envia um link para ouvir determinado conteúdo, com certeza ele se arrisca a ouvir. Se gostar pode até assinar o podcast. A tecnologia nos remete a qualidade sonora, mas não implica na qualidade de conteúdo. Este sim será a grande desafio no futuro. O conteúdo. Não adianta ter qualidade de transmissão se não há o que transmitir.

Outro fator que nos salta aos olhos é a segmentação. Rádios musicais estão fadadas ao fracasso, pois o playlist ficará cada vez mais em nossos celulares. Qual a solução? Segmentar! Popularizar opiniões em esportes, músicas segmentadas, política, notícias etc. Em pesquisa rápida entre nossos alunos percebemos que um bom conteúdo vai atrair mais ouvintes, se eles simplesmente gostarem deste conteúdo.

Em relação a tecnologia não teremos mais os grandes transmissores que consomem muita energia, e isso não é o fim do rádio. Qualquer um pode transmitir sua rádio direto do computador de casa e ter ouvintes interativos em todo o mundo. Por que a economia em energia e grandes equipamentos não pode ser utilizada para gerenciar bons conteúdos? Mais lógico e inteligente.

O que importa no final é o conteúdo sendo gerado para ouvintes que formam opinião sem nos importar com o meio de transmissão que nada lembra um aparelho de rádio dos anos 70. As notícias vão continuar acontecendo, as músicas continuarão sendo executadas e o entretenimento através de áudio e vídeo simultâneo continuará ocorrendo. Em rápidas palavras arrisco dizer que esse novo rádio vai exigir um profissional mais antenado. Com trocadilho, por favor.


0 visualização
  • Grey Instagram Icon
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Ícone
  • Grey YouTube Icon

@ruyjobim since 1964