• Grey Instagram Icon
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Ícone
  • Grey YouTube Icon
  • Grey SoundCloud Ícone
  • Grey Spotify Ícone

@ruyjobim since 1964

Buscar

Ser estranho.



Cada um com sua mania. Minha maior mania talvez seja esfregar os pés em um tapete antes de me deitar. Sentir uma poeira em meus pés ao deitar é algo grave. Não durmo.

Não confunda mania com algo que você gosta muito. Eu gosto muito de beber cerveja. Naturalmente você imagina eu com amigos bebendo. Negativo. Prefiro beber sozinho. Vou para um barzinho perto de casa e procuro ficar só.

Muitas vezes o dono vem conversar (até garçom já se sentou pra chorar as pitangas). Não dá. Minha hora quieta sem falar nada é perturbada por pessoas normais que querem bater papo.

Nada melhor que o amargo amigo da cerveja. Repousar o copo e pensar em nada. Falar nada. Sentir nada. Ficar só é uma arte possível. Repetir o ato de levar o copo a boca sem pensar ou falar nada é um bom exercício. Como o fumante deve se sentir no meio da madrugada, sozinho com sua baforada e pensamentos. Por que temos que ter alguém por perto? Para se defender (!) você pode dizer. Mas como se defender de você mesmo?

O escritor Carlos Drummond tinha mania de picotar papel com tesoura. Passava horas fazendo isso em seus momentos de folga. Uma vez perguntado, respondeu: "se não fizer isso saio na rua matando pessoas".

Acho que esses momentos sozinhos tomando uma cerveja seja o picotar de papéis de Drummond. Um escape. Quero picotar meus papéis e assim vou me aturando e me conhecendo. Se você vive uma vida inteira com você é bom que você goste de você. Caso contrário o que será de você se não aturar você?

Esses momentos sozinhos são combustível e talvez até ignorância para quem não entende. Sei a senha do desbloqueio. Estar só me deixa anos luz à frente de mim mesmo. Esse combustível que queima o oxigênio e invade minha cabeça cansada por uma busca incessante a mim mesmo.

Não sou nada sem mim e sem meus hiatos de tempo. Se pensar bem não somos nada nunca. Nunca serei nada. Sou somente eu com errosne acertos, mas acredite, sou feliz sozinho com uma xícara de café ou um copo de cerveja.


57 visualizações